submarino

quarta-feira, 12 de março de 2014

PCdoB ataca Rachel Sheherazade enquanto seu partido é acusado de desvio de verba

Enquanto a A líder do PCdoB na Câmara, deputada Jandira Feghali (RJ) entra com uma ação judicial contra a Jornalista Rachel Sheherazade, ancora do telejornal noturno SBT Brasil (SBT), militantes do seu partido são investigados por desvio de recursos do Programa do Governo Federal Minha Casa, Minha Vida.

Entenda o caso.

comunismo é uma ideologia política e socioeconômica, que pretende promover o estabelecimento de uma sociedade igualitáriasem classes sociais e apátrida, baseada na propriedade comum e no controle dos meios de produção e da propriedade em geral, ou seja, ninguém tem direito a possuir propriedade de modo comercial ao estilo economia de mercado. Parte da convicção que a causa dos problemas sociais está na propriedade privada e na sua acumulação. Para a sua instalação, numa primeira fase, a propriedade privada seria estatizada, sendo o Estado gerido por um Partido político que se encarregaria de distribuir de forma igualitária a riqueza gerada por todos. Numa segunda fase, o Estado seria abolido, sendo o poder entregue ao povo .

O seu principal mentor, Karl Marx, definiu que  o comunista é inimigo do capital, da propriedade privada, da exploração do trabalho e do acúmulo de riqueza.
Mas quando os lideres comunistas chegam ao poder, essas sólidas certezas se derretem no ar. É o que ocorre agora em Brasília.

Na semana passada, a Polícia Federal abriu um inquérito para investigar um grupo de ex-servidores do Ministério das Cidades que fraudou licitações e desviou recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida. O esquema, chefiado por um militante comunista, pode ter irrigado os cofres do PCdoB e os bolsos de camaradas com o dinheiro desviado das casas populares. Ao melhor estilo capitalista, os militantes fundaram um conjunto de empresas de papel para lucrar sem fazer nenhum esforço. A partir de informações privilegiadas, eles fraudavam licitações e ganhavam contratos com as prefeituras. Depois, cobravam propina para repassá-los a pequenas empreiteiras, que eram subcontratadas para construir as casas populares. Um negócio bem tramado que não continuou operando porque houve um desentendimento na hora de socializar a mais-valia dos golpes.

Ataque a Jornalista.

Na representação, Jandira cita o episódio do jovem amarrado ao um poste ao dizer que Rachel “defendeu publicamente, no programa de televisão que apresenta, a ação dos agressores, que, sem provas ou indícios de crime, humilharam e torturaram aquele jovem, argumentando que tal atitude seria justificada”.
Segundo o documento, Rachel “e o SBT incorreram no crime de apologia e incitamento ao crime, à tortura e ao linchamento, tipificado no art. 287″ do Código penal.
Jandira pede na representação, entre outras coisas, “a suspensão do repasse de verbas oficiais ao Sistema brasileiro de Comunicações enquanto perdurar o inquérito e a respectiva persecução penal, e que ela comine, em caso de condenação, pena administrativa de vedação de tais repasses, bem como a análise da própria concessão, por inidoneidade daquela empresa concessionária de serviço público”, o que, em último caso, acarretaria o fechamento da emissora pela revogação da concessão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...